A Cidade de Quelimane acolhe de 25-27 de Agosto em curso, um workshop subordinado ao tema “restauração de infra-estrutura verde do mangal”, um evento co-organizado pelo Conselho Municipal da cidade de Quelimane, União Internacional de Conservação da Natureza e o Programa de “adaptação das cidades costeiras” da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional-USAID.

Os trabalhos do workshop culminaram com a visita aos viveiros de plantas de mangal localizados na Madal e Mirazane. A visita foi extensiva a zona de conservação de especiais de mangal, no bairro ícidua.
O Mangal representa um conjunto de plantas com adaptações específicas, o seu valor biológico e económico vem sendo reconhecido com cada vez mais frequência, particularmente num cenário de constantes ameaças climáticas à biodiversidade, subsistência e resiliência de populações costeiras.

Para além de representar um excelente sistema de barreira e contenção de adversidades atmosféricas como ciclones e fortes tempestades, o mangal é um importante elemento na preservação da erosão costeira e das margens de rios, o que tem impacto directo na reeducação de cheias e inundações.
Igualmente, um dos naturalmente eficazes sistemas de reprodução de espécies marinhas de subsistência humana, como são os casos de camarão, caranguejo e peixe e ainda oferece óptimas condições para prática de actividades excepcionais de melhoramento da renda familiar como a apicultura.

There are no comments yet.

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: