Trata-se de um projecto de aulas de Informática que são ministradas nos postos administrativos municipais da autarquia de Quelimane a preços bonificados com vista a favorecer aos munícipes de baixa capacidade financeira para pagar cursos de alto valor.

Os referidos centros, equipados com computadores , internet, impressão e reprografias, foram construídos e apetrechados pelo Concelho Municipal da cidade de Quelimane para facilitar os jovens estudantes e outros utilizadores a fazerem pesquisas académicas, digitação de documentos e acesso à internet sem precisar necessariamente de se deslocar para o centro da urbe, que dista entre seis à quinze quilómetros.

O Chefe da edilidade, Manuel Araújo, afirma que a importância de um Telecentro reside no uso massivo das novas Tecnologias de Informação e Comunicação para matar a sede da curiosidade científica e resolver problemas concretos que afligem as comunidades locais.

“O Telecentro ajuda nas pesquisas de materiais escolares aos estudantes bem como afigura-se uma preciosa oportunidade de aprendizagem e consolidação de conhecimentos em informática. A ideia do Projecto não é gerar lucros, mas sim ajudar os Munícipes a integrarem se na vida digital, e aproveitarem as oportunidades que a Internet oferece desde Empresas Virtuais, Jornais Online, Blogs, redes sócias, entre outras”- esclarece Sisaldo Sisinio Administrador do Projecto.

Projecto em fase de restruturação

Sisaldo Sisinio, Administrador do Projecto e responsável pelo sector de informática no município de Quelimane, avançou na manha desta quarta-feira, que o projecto esta numa fase de restruturação, uma forma encontrada para avaliar os impactos positivos e estudar mecanismos para a melhoria dos aspectos considerados negativos com vista a maximização da sua presença nas comunidades. Sisinio revelou ainda que nesta segunda fase, mais cursos serão adicionados a actual lista existente.

“Pretende-se ainda no presente ano adicionar mais cursos como por exemplo o de manutenção e reparação de computadores uma forma de doptar os jovens de conhecimentos práticos sobre questões ligadas ao hardware daquelas maquinas”.

Valinho Isaias é um dos graduados de uma das turmas do Telecentro do quarto Posto administrativo municipal, unidade residencial do brandão, tem a frequência do nível medio de ensino , durante semanas dividiu o seu tempo entre a Escola Secundaria e a Escola de Informática Municipal.

“Estamos num mundo globalizado onde o computador faz parte do nosso dia-a-dia e adquirir estes conhecimentos é para mim uma preparação para o mercado de emprego, adquiri habilidades no uso de computador e isso é uma mais valia quando submeto as minhas cartas de pedido de emprego em diversas instituições” .

O Governo Municipal de Quelimane tem ambições em desenvolver outro tipo de iniciativas ligadas a questões educacionais e principalmente dirigidas a crianças, adolescentes e jovens e convida aos empresários, sociedade civil e outros actores de mudanças para que se associem e aproximem a edilidade para discutir formas de implementação.

 

Comments (1)

  • Cardoso

    Boa iniciativa, quais sao os requisitos para fazer parte dessa formacao?

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: