O Gabinete da Esposa do Presidente do Conselho Municipal da Cidade de Quelimane visitou esta quinta-feira a cadeia feminina de Quelimane onde se inteirou das dificuldades e o dia-a-dia das mulheres prisioneiras.

A Matrona do Gabinete, Sílvia Soares, dialogou com as mães prisioneiras que partilham espaços com os seus filhos menores e mostrou a disponibilidade do seu Gabinete em apoiar as mulheres prisioneiras de forma a minimizar as dificuldades com que se debatem diariamente naquele estabelecimento penitenciário.

“Muitas delas nem sabem porque estão aqui, 8, 20 e 24 anos, as penas são assustadoras, nós todos sabemos que as mães são os pilares das famílias, nós vamos junto dos nossos parceiros agora tentar encontrar materiais de costura e bordado para ocupar a elas’’-referiu.

Durante o encontro as mulheres reclusas falaram da falta de água como um dos grandes obstáculos que enfrentam. Contudo, o Gabinete da Esposa do Presidente do Município de Quelimane considera que é urgente e de importância vital que as mulheres tenham água a tempo inteiro.

“Elas falaram de água, nós já estivemos aqui a dois anos e oferecemos um tanque de água, mas dizem que as torneiras não saem água, temos que encontrar formas de garantir água 24 horas ao dia­”-afirmou Sílvia.

Apelou a outras instituições a proverem assessoria jurídica para reverem os processos crimes de cada reclusa visando reduzir o número das mulheres presas, enquanto o seu Gabinete centra as suas atenções na área social.

There are no comments yet.

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: