Os munícipes da cidade de Quelimane fazem da urbe uma vítima onde procuram riscar a beleza de outrora da cidade Chuabo. Em causa está a produção e a forma indiscriminada de deitar o lixo, em algumas ruas da cidade, deixando as mesmas quase que sem transitabilidade.

Ascensão Chauchane, director da EMUSA

A reportagem do Autarca dos Bons Sinais, (Jornal oficial do Município de Quelimane) fez uma ronda pelas artérias da cidade e constatou que no interior do bairro do Aeroporto, o lixo tem sido deitado mesmo nas vias de acesso as residências, destruindo as passagens e fazendo com que eles próprios (munícipes) busquem atalhos para encontrar não só uma passagem, mas também uma saída.

DSC_8311

O Conselho Municipal através da (EMUSA), Empresa Municipal de Saneamento, tem levado a cabo uma serie de actividades para a remoção do lixo, apesar da exiguidade dos meios existentes, o que ainda traz alguma dignidade naquilo que se preze com relação a limpeza da cidade de Quelimane.
Um outro problema com que o CMCQ se depara, é a identificação de um local apropriado para o depósito do lixo produzido a nível da cidade, o que muitas das vezes faz com que as quantidades de lixo venham aumentar.
Alguns munícipes por nós abordados, foram unânimes em afirmar que “é preciso apoiar ao CMCQ, nesse sentido, porque o lixo não é apenas um problema da edilidade, mas faz parte de um problema municipal que do qual todos fazem parte”.
Para colmatar a situação, o Director da EMUSA Ascensão Chauchane, diz que este problema tem acontecido pela própria anarquia do munícipe, uma vez que o CMCQ definiu os locais para se deitar o lixo, mas que os munícipes não tem cumprido e preferem deitar perto de suas casas, o que torna difícil a recolha do mesmo, uma vez que os locais não são do conhecimento da entidade responsável na recolha dos resíduos sólidos.

DSC_8320

Em relação ao apoio que os munícipes podem oferecer, Chauchane agradece e confessa ser bem-vinda qualquer ajuda, mas aconselha que os mesmos devem criar grupos de apoio na comunidade e identificar o dia e a hora em que estarão disponíveis para o devido apoio a edilidade.
Para o Edil da Cidade de Quelimane, O CMCQ tem feito tudo que está ao seu alcance para que a cidade esteja sempre limpa, mas responsabiliza o Governo provincial com relação ao local e espaços para o depósito de lixo. Araújo vai mais longe ao afirmar que mesmo não colaborando o governo da província também sofre as consequências.

There are no comments yet.

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: